Galeria

Casa da Leira Pereira

Aqui, a beleza e a vastidão da paisagem não têm limites. O olhar percorre as encostas da Serra da Arada, e viaja do nascer ao pôr-do-sol. Bem-vindo à Casa da Leira Pereira, em Póvoa das Leiras, Candal. Nesta eira, pontuada por canastros e espigueiros, onde as memórias da vida na aldeia estão vivas em tudo o que se vê, este Alojamento Local dá vida a uma antiga casa familiar.

Casa Amarela

Em Cabreiros, numa das encostas da Serra da Freita, há alturas em que o amarelo da flor do tojo e o lilás da flor da urze pintam a montanha com as suas cores primordiais. Em Cabreiros, a vida típica da aldeia ainda se faz notar. As vozes ainda se juntam para lembrar as cantas com que se suavizava o trabalho nos campos, verdes e cultivados. Em Cabreiros, ainda estão bem vivas as histórias dos tempos da exploração mineira, em que Arouca acolheu, de forma pacífica, os protagonistas da II Guerra Mundial. 

Casa Marialva

No Centro Histórico de Arouca, a tradição e a ruralidade confundem-se com a modernidade dos espaços. O rio Marialva, que nasce a poucos metros dali, passa mesmo debaixo dos nossos pés e dá nome à nossa casa, a Casa Marialva. Na rua Dr. Teixeira de Brito, outrora conhecida como rua da Lavandeira, a Casa Marialva contempla a história, as estórias e as tradições que foram moldando a vila de Arouca e os costumes das suas gentes. Aqui, todas as ruas nos levam à Praça Brandão de Vasconcelos, palco de arte e de cultura, frente a frente com o Mosteiro de Santa Maria de Arouca. Não falta o que ver, o que visitar e o que sentir.